Contador de animais mortos pela nossa gula!

Número de animais mortos para carne, leite e ovos, desde desde o momento em que abriste esta página. Isto não inclui os biliões de peixes e outros animais aquáticos mortos anualmente, pois o número é imensurável.

Baseado nas estatísticas de 2007 da FAO (Food and Agriculture Organization) Global Livestock Production and Health Atlas.

Coloque este contador em sua página »

terça-feira, 25 de março de 2014

Vegetariano, 1 ano

Hoje faz um ano que deixei de comer carne. 
Hoje faz um ano que, em definitivo, libertei-me de grande parte dos problemas de consciência relativamente à minha alimentação.  
Hoje faz um ano que nenhum euro da minha conta contribuiu para o enriquecimento de uns à custa do sofrimento dos animais e da contaminação do meio ambiente. 




Obrigado Cátia pela ideia original de, à distância, apagar a vela do primeiro aniversário :) 

quinta-feira, 20 de março de 2014

terça-feira, 18 de março de 2014

Efemeridade


"Estamos na praça de Espanha a almoçar" dizem eles, orgulhosos, contentes, felizes. Não pela comida, pela música de fundo, por quem os rodeia, nem tão pouco pelo sítio onde estão. Estão sim felizes por aquilo que os une, nada mais. 
Lembraste de ter perguntado se era feliz ou o que era para ti felicidade? Pois bem, aqui está um bom exemplo especialmente para ti que gostarias de levar a fotografia de uma forma profissional. 



segunda-feira, 17 de março de 2014

Catarse

Hoje estou irritado!
Mas mesmo irritado.
Ao ponto de ignorar muitos falar mal para uns tantos dar a entender a poucos e falar para ninguém.
Vim aqui depositar o meu descontentamento mas talvez não o percebam.

Um autocarro inicia a sua viagem sem ninguém. Uns montam-se logo na primeira paragem e dizem para onde querem ir, normalmente esses são os que consomem mais combustível, requisitando uma viagem longa de pára-arranca e com mau tempo. O bilhete é barato, tão barato que é grátis. Mas a coisa é feita, o motorista mete uma música alegre diz umas piadas e, com maior ou menor custo, chega-se ao destino.
Outros vão entrando e saindo, uns mais cedo outros mais tarde. Alguns voltam a chamar o autocarro por um serviço disponibilizado o qual, já gasto de tanto uso, ainda vai dando para os gastos.Os que saem, agradecem (dissimulada)amavelmente, e dirigem-se ao seu objectivo sem olhar para trás. Pouco se importam com o resto da viagem, focando-se apenas em quem vai no seu interior e na falsa cumplicidade oportunista adquirida.
Outros, tentam invariavelmente mudar o rumo ao autocarro, chico-espertos dos caminhos tentam desencaminhá-lo, fretá-lo a seu belo prazer. Muitas vezes o conseguem porque o motorista é uma banana, mole.
Ao fim do dia, o Bus dirige-se para a garagem, tarde, sem gasóleo, pneus gastos, bancos escritos com frases bonitas e outras menos bonitas que são escritas nas costas dos bancos para apenas serem lidas por quem descansadamente aguarda até ao seu destino. Diariamente anseia para que esse seja o dia em que aparece alguém que lhe encha os pneus, o depósito e apague as frases feias porque, mesmo sabendo que existem, pouco importam.

Uma vez por outra pergunto a casais amigos, irmãos, filhos, pais, amigos..
Porque gostas deste que dizes que gostas?

Nunca me convenceram.
Queres tentar?
Pode ser qualquer pessoa que ames. Como sabes, o amor é transversal e não só entregue ao namorado(a).


sexta-feira, 14 de março de 2014

quarta-feira, 5 de março de 2014

Hoje, no instagram


A rodela de chouriço

... Ou a azeitona do bacalhau a Brás, ou a bolacha na mousse, ou o fundo de chocolate do corneto de chocolate..

From my instagram sr_deeds


No meio da escuridão há sempre uma luz que nos ilumina o caminho, só nos resta descobrir qual será a melhor. Mas atenção que poderá não ser a mais brilhante, porque outra ainda mais brilhante poderá estar, apenas, um pouco mais longe. Corres e juntaste a ela ou comes logo a rodela chouriço? ;) 


Savvy?