Contador de animais mortos pela nossa gula!

Número de animais mortos para carne, leite e ovos, desde desde o momento em que abriste esta página. Isto não inclui os biliões de peixes e outros animais aquáticos mortos anualmente, pois o número é imensurável.

Baseado nas estatísticas de 2007 da FAO (Food and Agriculture Organization) Global Livestock Production and Health Atlas.

Coloque este contador em sua página »

domingo, 22 de setembro de 2013

O amor

Encontrei neste blog que acompanho, uma curta muito muito boa.




"Penso que o amor nada que ver com a idade(...). O amor é uma possibilidade de uma vida inteira, e se acontece, há que recebê-lo. Normalmente, quem tem ideias que não vão neste sentido, e que tendem a menosprezar o amor são aqueles que não tiveram o privilégio de vivê-lo, aqueles a quem não acontece esse mistério."
José Saramago, in "Revista Máxima, Outubro 1990"

José Saramago chama de mistério ao amor. E realmente é, provavelmente deve ser o sentimento mais tangível que existe, que nos transforma, que nos move. Como na primeira frase audível na curta, " o amor é tudo. Havendo amor há tudo!"
É um sentimento que tem de ser alimentado, acarinhado, trabalhado, como que se fosse, e é, o maior bem que temos na nossa vida. E eu não o fiz!
Hoje em dia, sentimento tão nobre está a ser confundido com sexo, ciúme, objectivos de vida, distância, idade, orientação sexual, status social e uma infinidade de motivos circunstanciais que procuramos e que confundimos com O amor e que nos tornam mais racionais e menos emotivos.E eu ignorei!
O amor é. -O amor não é! O significado é tão vasto, tão transversal à nossa existência que não é possível atribuir significado. Cada um de nós sente de forma diferente, demonstra de forma diferente. Só nos resta entender, e respeitar a forma de amar de cada um de nós.


"O amor é abstracto e ignorante"

" ele sabia que eu que o amava"

" a gente foge a dizer certas coisas. Eu agora dizia tudo"

"obrigado por tudo o que me fizeste. Tu és um amor."

O Sr. do minuto 6.44 parte-me o coração.

8 comentários:

  1. Maravilhoso! Gostei de conhecer este teu lado, e " a gente foge a dizer certas coisas. Eu agora dizia tudo" perfeito! As vezes congelamos o coração para não sofrer, o que faz perder a oportunidade de abrir e ser feliz. Beijinhos Diogo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As pessoas não fazem isso porque se sentem vulneráveis ao fazê-lo. E eu fui tão assim. Acabou!

      Eliminar
  2. Hoje em dia, sentimento tão nobre está a ser confundido com sexo, ciúme, objectivos de vida, distância, idade, orientação sexual, status social e uma infinidade de motivos circunstanciais que procuramos e que confundimos com O amor e que nos tornam mais racionais e menos emotivos - errado... acho que as pessoas andam a fugir do amor e nao a confundi-lo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Humm. Não sei, Nix.
      não dá para fugir,é algo que não dominas. Aparece sem avisar ou não aparece.

      Eliminar
    2. Errado de novo. Mesmo quando aparece podes escolher fugir/ ignorar

      Eliminar
  3. 11 minutos são demais... E eu que achava que não chorava assim, sem mais nem menos... Aguentei, digamos que 3 min... Os restantes ficam para outro dia! Muito bom...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Vale a pena ver o resto. Não te esqueças!

      Eliminar

post it